terça-feira, 3 de maio de 2011

Barça se classifica em casa e despacha rival, com arbitragem polêmica


Barcelona e Real Madrid jogaram hoje pela Liga dos Campeões. Essa foi a partida de volta pela fase semifinal da competição, na casa do Barça (Camp Nou), e o time da casa não decepcionou. O jogo em si foi 1 a 1, mas mesmo assim o time catalão se classificou para a grande decisão do torneio, já que na partida de ida, na casa do Real (Santiago Bernabéu), o resultado final foi 2 a 0 para o Barça.

O jogo foi truncado, como era de se esperar, com bastante faltas e cartões amarelos, principalmente para os jogadores do Real. Foi um jogo, inicialmente, morno, com poucas emoções. Mas pouco tempo depois o Barcelona passou a ser mais agressivo e a ter mais oportunidades de gols, que só não foram marcados por causa do goleiro merengue Iker Casillas - que tem um repertório muito bom há um bom tempo, e na minha opinião, é o melhor goleiro do mundo.

Quem pensa que só a arbitragem brasileira erra está enganado. O Real Madrid vinha reclamando da arbitragem desde o primeiro duelo com o Barcelona. E hoje teve mais uma razão para reclamar.

Desta vez, o motivo foi um gol mal anulado pelo árbitro belga Frank de Bleeckere logo no início da etapa final. Um lance polêmico: Cristiano Ronaldo arrancou do meio-campo, passou por um adversário e a bola sobrou para Higuaín, que tocou para o gol. Porém, na queda após o passe, C. Ronaldo derrubou Mascherano e o árbitro marcou falta, anulando o lance de forma equivocada.

O gol colocaria os merengues na frente dos rivais e, provavelmente, mudaria a história do jogo. O juiz, inclusive, foi citado pelo técnico José Mourinho por um suposto erro na Champions do ano passado quando expulsou Thiago Mota, do Inter de Milão, clube comandado pelo técnico na época. Situação semelhante a do clássico brasileiro Palmeiras e Corinthians, onde antes do jogo o nome do árbitro da partida esteve envolvido em polêmica.

Por falar em Mourinho, o técnico merengue nem compareceu ao estádio, ficcou assistindo o jogo no hotel em que o clube estava hospedado, isso porque foi expulso de campo na partida de ida. Mas, de qualquer maneira, mandou seu time esclado e com o brasileiro Kaká entre os titulares, que depois foi substituído pelo almeão Özil.

No segundo tempo o Barça, que não tem nada a ver com isso, abriu o placar aos 8 minutos, o gol foi marcado por Pedro, após belo passe de Iniesta. O Real conseguiu o empate pouco tempo depois, aos 18 minutos, o gol foi marcado pelo brasileiro Marcelo, após pegar o rebote do chute dado pelo argentino Di Maria.

Veja os gols da partida:

http://video.globo.com/Videos/Player/Esportes/0,,GIM1499895-7824-OS+GOLS+DE+BARCELONA+X+REAL+MADRID+PELA+SEMIFINAL+DA+LIGA+DOS+CAMPEOES+DA+UEFA,00.html


Com a classificação, o Barcelona está à espera do vencedor do duelo entre Manchester United e Schalke 04. As duas equipes decidem a vaga na decisão da Liga dos Campeões nesta quarta-feira, 15h45m (de Brasília), no Old Trafford, na Inglaterra. No primeiro jogo, os Diabos Vermelhos venceram por 2 a 0.


A principal diferença dos dois times:

O Barça é o que é hoje porque ele investe na sua base, a maioria dos jogadores do time vieram de lá, jogam juntos há muitos anos, possuem um entrosamento invejável e o clube não precisa contratar muitos jogadores.

Já o Real possui um bom elenco, com bastante jogadores de nome, campeões, mas são todos contratados e, apesar de a maioria já estarem juntos há duas temporadas, ainda assim é pouco tempo comparado com o Barcelona, e ainda levará tempo para adquirirem entrosamento total, ainda vai demorar um pouco pra eles encaixarem.

3 comentários:

  1. Batalha de titãs, sempre é bom assistir futebol de qualidade.

    ResponderExcluir
  2. Barça passou facil, mas não passa do Manchester

    ResponderExcluir